CRIMES EXEMPLARES

De Max Aub

MAX AUB

Max Aub nasceu em Paris em 1903, filho de pai alemão e de mãe francesa. Em 1914, a família estabeleceu-se em Valência. Ao atingir a maioridade, tomou conhecimento da sua origem judaica e adoptou a nacionalidade espanhola.
O despoletar da Guerra Civil Espanhola surpreendeu-o em Madrid e já no final da guerra foi obrigado a exilar-se em França, sendo deportado para a Argélia em 1941.
Em 1942 foi viver para o México, onde permaneceu até à sua morte em 1972.
A sua obra foi vasta e diversificada e dela se destacam a série intitulada "O Labirinto Mágico" . "Campo Fechado" , "Campo de Sangre", "Campo Abierto", "Campo del Moro", "Campo Francês" e  "La Cárcel" (teatro) e "Poemas Cotidianos" (poesia).

Crimes Exemplares foi publicado em 1957 e  em 1981, conquistou o Grand Prix de L'Humour Noir em Paris.
São 87 confissões curtas e diretas, por vezes agressivas, outras recheadas de humor negro, feitas por quem praticou um crime num ato de loucura momentânea. Um jogo de perversidade humana. O livro mantém uma surpreendente atualidade,